terça-feira, 13 de janeiro de 2009

A noite dela.

Entro no carro olho pela janela e lá está ela.
Soberana, cheia de si, brilhando.
A noite é dela e só dela. Não dá confiança pra nenhuma estrelinha que ainda teime em brilhar.
O carro ganha velocidade, mas ela não sai da minha vista.
Às vezes fica meio por trás de umas raras nuvens.
Não pense que ela quer se esconder.
Ela não é tímida.
Ela só quer me provar que o brilho dela atravessa qualquer nunvenzinha besta que se meta no caminho.
O carro vira e a perco de vista por alguns minutos.
Mas a noite está clara. Há um brilho amarelado sobre a cidade que parece de brinquedo.
Ela é Deus, onipotente, onipresente, onisciente.
Ou, pelo menos, é isso quer ela quer que eu sinta. E eu sinto.
O carro faz mais uma curva e ela se mostra novamente.
Não como uma princesa que brilha. Ela não é delicada.
Ela quer ser notada, admirada.
É como a cantora de cabaré e seu batom vermelho puta.
Agora ela está sobre o mar. Ele mais parece um manto negro ondulando a vontade do vento.
Ele quase não aparece.
Passaria despercebido não fosse a faixa dourada que o divide em dois.
A faixa dourada colocada ali de propósito.
Para que todos olhem para cima e vejam a lua.
Por que essa noite é dela e só dela.

8 comentários:

Yam disse...

Eu também vi a lua ontem...
É bom saber que, apesar dos km, estávamos sentindo a mesma coisa, na sintonia de sempre. xD


=*

Vinícius disse...

A noite é dela. Só dela.
Porque, olhando pra ela, vejo refletida a mais onipresente e brilhante das estrelas.
E assim vou contornando a saudade, olhando pro céu.

=**

p.s. perfeito.

Iasminne Fortes disse...

Camis, que palavras bonitas as suas, moça. Teve um momento divino de inspiração e soube traduzir em palavras.

'Mas a noite está clara. Há um brilho amarelado sobre a cidade que parece de brinquedo.'

adorei ;*

Gabrielle disse...

Linda, muito linda. Pena que quando estou dirigindo não posso ficar adimirando-a.

Lindo texto.

Thyago David. disse...

Toda essa beleza tem uma razão ein.
=D

Muito bom Camila.
Beijos.

Laelia disse...

melhor eu nem olhar pro céu se tiver uma Lua dessas e eu estiver dirigindo.
Lindo!
:D

Fernanda disse...

que blog lindo.
adoro a lua=)
passei aqui porque o nome do blog é um trecho da musica do teatro magico e me encantei=)

Camilla disse...

"São demais os perigos desta vida para quem tem paixão, principalmente, quando uma lua surge de repente e se deixa no céu, como esquecida..."



Das vezes em que parei pra olhar a lua e esqueci que vivia.