quinta-feira, 14 de agosto de 2008

O que ser?

Começo esse texto sem saber se ele vai poder ser postado de fato.
Me sinto embriagada por 'isso' que anda batendo forte no peito, me sinto confusa demais, pra ser sincera, estou tremendamente assustada com a intensidade disso tudo. Mais que isso, tenho medo de me deixar levar, tenho medo de ser espontânea e... não sei, tenho até vergonha de abrir esta porta em mim.
Tenho medo de descobrir o que eu já sei que existe dentro de mim. Tô com medo de encontrar esse sentimento por acaso nas ruas da alma e reconhecê-lo das figuras em livros.
Mas eu me prometi ser corajosa e seguir em frente, ser sincera e cair de cabeça, tem sido tão maravilhoso até agora, por que eu ainda me pergunto?
Mais confiante agora... tudo valerá a pena, eu sei que sim.

Um comentário:

Vinícius disse...

Como assim medo de ser espontânea?

Deixo não.

Se não for espontânea, não será você, será alguem que calculou, maquiou, alterou meticulosamente tudo que disse e fez.

não mesmo.